Make your own free website on Tripod.com

Salmos da Bíblia

Salmo 35

Home
Salmo 1
Salmo 2
Salmo 3
Salmo 4
Salmo 5
Salmo 6
Salmo 7
Salmo 8
Salmo 9
Salmo 10
Salmo 11
Salmo 12
Salmo 13
Salmo 14
Salmo 15
Salmo 16
Salmo 17
Salmo 18
Salmo 19
Salmo 20
Salmo 21
Salmo 22
Salmo 23
Salmo 24
Salmo 25
Salmo 26
Salmo 27
Salmo 28
Salmo 29
Salmo 30
Salmo 31
Salmo 32
Salmo 33
Salmo 34
Salmo 35
Salmo 36
Salmo 37
Salmo 38
Salmo 39
Salmo 40
Salmo 41
Salmo 42
Salmo 43
Salmo 44
Salmo 45
Salmo 46
Salmo 47
Salmo 48
Salmo 49
Salmo 50
Salmo 51
Salmo 52
Salmo 53
Salmo 54
Salmo 55
Salmo 56
Salmo 57
Salmo 58
Salmo 59
Salmo 60
Salmo 61
Salmo 62
Salmo 63
Salmo 64
Salmo 65
Salmo 66
Salmo 67
Salmo 68
Salmo 69
Salmo 70
Salmo 71
Salmo 72
Salmo 73
Salmo 74
Salmo 75
Salmo 76
Salmo 77
Salmo 78
Salmo 79
Salmo 80
Salmo 81
Salmo 82
Salmo 83
Salmo 84
Salmo 85
Salmo 86
Salmo 87
Salmo 88
Salmo 89
Salmo 90
Salmo 91
Salmo 92
Salmo 93
Salmo 94
Salmo 95
Salmo 96
Salmo 97
Salmo 98
Salmo 99
Salmo 100
Salmo 101
Salmo 102
Salmo 103
Salmo 104
Salmo 105
Salmo 106
Salmo 107
Salmo 108
Salmo 109
Salmo 110
Salmo 111
Salmo 112
Salmo 113
Salmo 114
Salmo 115
Salmo 116
Salmo 117
Salmo 118
Salmo 119
Salmo 120
Salmo 121
Salmo 122
Salmo 123
Salmo 124
Salmo 125
Salmo 126
Salmo 127
Salmo 128
Salmo 129
Salmo 130
Salmo 131
Salmo 132
Salmo 133
Salmo 134
Salmo 135
Salmo 136
Salmo 137
Salmo 138
Salmo 139
Salmo 140
Salmo 141
Salmo 142
Salmo 143
Salmo 144
Salmo 145
Salmo 146
Salmo 147
Salmo 148
Salmo 149
Salmo 150
Salmos Hebraico - Escutar
Distorções nos Salmos - Tehilim
Mais Lidos
Provérbios

     Salmo 35

  1. De David. Combate, ó Eterno, meus adversários; guerreia com os que contra mim se erguem.
  2. Veste o escudo e a armadura e levanta-Te em meu auxílio.
  3. Empunha a lança e o machado contra meus perseguidores, e à minha alma fala: “Eu sou a Tua salvação!”
  4. Sejam humilhados e envergonhados os que atentam contra minha alma; retrocedam e se desesperem os que tramam meu mal.
  5. Que sejam como a palha ao vento, e que o anjo de Deus os disperse.
  6. Que sejam tenebrosos e escorregadios os seus caminhos, e que o anjo de Deus os persiga.
  7. Pois sem motivo me expuseram a uma armadilha, sem motivo escavaram uma cova para mim.
  8. Que de súbito os alcance o desastre, e na rede que contra mim armaram, eles mesmos venham a ser presos.
  9. Minha alma se rejubilará no Eterno e exultará na Sua redenção.
  10. Todo o meu ser proclamará: “Eterno, quem é como Tu?” É Ele quem salva o aflito do mais forte; e ao pobre e ao necessitado de seu usurpador.
  11. Testemunhas maliciosas indagar-me-ão sobre o que não sei.
  12. Pagar-me-ão o bem com maldade, enlutando minha alma.
  13. Entretanto, em sua adversidade me cobri de luto e com jejum afligi minha alma; possam beneficiar a mim as preces que por eles fiz.
  14. Como por um companheiro ou por um irmão me senti compadecido, como um enlutado por sua mãe entristeci-me.
  15. Porém, quando tropecei, eles se alegraram e contra mim se ajuntaram, golpeando-me sem que eu soubesse por que; sem cessar me atacam.
  16. Com escárnio e zombaria me insultaram. Rangeram seus dentes contra mim.
  17. Eterno! Até quando tolerarás? Resgata minha alma de suas tentativas de destruição, minha vida dos que me atacam como leões.
  18. Louvar-Te-ei perante multidões, perante todos Te enaltecerei.
  19. Que sobre mim não se rejubilem triunfantes meus inimigos gratuitos, e que não pisquem os olhos em zombaria, os que sem causa me odeiam.
  20. Pois que eles não falam em paz, mas palavras de perfídia dirigem aos homens pacíficos da terra.
  21. Contra mim escancaram suas bocas e exultam dizendo: “Vimos com nossos olhos!”
  22. Viste o que fazem, ó Eterno! Não ignores seus atos! Eterno, não Te afastes de mim!
  23. Levanta-te para fazer justiça, em defesa de minha causa, ó Eterno!
  24. Julga-me segundo a Tua justiça, ó Eterno, meu Deus, e não permita que se regozijem meus detratores.
  25. Que não digam em seus corações: “Nossa alma está exultante!” E não exclamem: “Nós o devoramos!”
  26. Que se confundam e se envergonhem os que se alegram com minha desgraça; que se cubram de humilhação e frustração os que se erguem contra mim.
  27. Que se alegrem e cantem os que almejam meu triunfo e proclamem sempre: “Exaltemos o Eterno que Se compraz com o bem-estar de Seu servo.”
  28. E minha voz enaltecerá Tua justiça e cantará todo dia em Teu louvor.