Make your own free website on Tripod.com

Salmos da Bíblia

Salmo 107
Home
Salmo 1
Salmo 2
Salmo 3
Salmo 4
Salmo 5
Salmo 6
Salmo 7
Salmo 8
Salmo 9
Salmo 10
Salmo 11
Salmo 12
Salmo 13
Salmo 14
Salmo 15
Salmo 16
Salmo 17
Salmo 18
Salmo 19
Salmo 20
Salmo 21
Salmo 22
Salmo 23
Salmo 24
Salmo 25
Salmo 26
Salmo 27
Salmo 28
Salmo 29
Salmo 30
Salmo 31
Salmo 32
Salmo 33
Salmo 34
Salmo 35
Salmo 36
Salmo 37
Salmo 38
Salmo 39
Salmo 40
Salmo 41
Salmo 42
Salmo 43
Salmo 44
Salmo 45
Salmo 46
Salmo 47
Salmo 48
Salmo 49
Salmo 50
Salmo 51
Salmo 52
Salmo 53
Salmo 54
Salmo 55
Salmo 56
Salmo 57
Salmo 58
Salmo 59
Salmo 60
Salmo 61
Salmo 62
Salmo 63
Salmo 64
Salmo 65
Salmo 66
Salmo 67
Salmo 68
Salmo 69
Salmo 70
Salmo 71
Salmo 72
Salmo 73
Salmo 74
Salmo 75
Salmo 76
Salmo 77
Salmo 78
Salmo 79
Salmo 80
Salmo 81
Salmo 82
Salmo 83
Salmo 84
Salmo 85
Salmo 86
Salmo 87
Salmo 88
Salmo 89
Salmo 90
Salmo 91
Salmo 92
Salmo 93
Salmo 94
Salmo 95
Salmo 96
Salmo 97
Salmo 98
Salmo 99
Salmo 100
Salmo 101
Salmo 102
Salmo 103
Salmo 104
Salmo 105
Salmo 106
Salmo 107
Salmo 108
Salmo 109
Salmo 110
Salmo 111
Salmo 112
Salmo 113
Salmo 114
Salmo 115
Salmo 116
Salmo 117
Salmo 118
Salmo 119
Salmo 120
Salmo 121
Salmo 122
Salmo 123
Salmo 124
Salmo 125
Salmo 126
Salmo 127
Salmo 128
Salmo 129
Salmo 130
Salmo 131
Salmo 132
Salmo 133
Salmo 134
Salmo 135
Salmo 136
Salmo 137
Salmo 138
Salmo 139
Salmo 140
Salmo 141
Salmo 142
Salmo 143
Salmo 144
Salmo 145
Salmo 146
Salmo 147
Salmo 148
Salmo 149
Salmo 150
Salmos Hebraico - Escutar
Distorções nos Salmos - Tehilim
Mais Lidos
Provérbios

Salmo 107 - Completo

1. Louvai ao Eterno, porque Ele é bom; eterna é Sua misericórdia.
2. Que o proclamem os que foram por Ele resgatados, os que Ele remiu das mãos dos inimigos
3. e trouxe de terras distantes, do Oriente e do Ocidente, do norte e do sul.
4. Alguns vagavam pelo deserto, por caminhos desolados e inóspitos, e não encontraram cidade alguma para nela se refazer.
5. Famintos e sedentos, sua alma já parecia desfalecer.
6. Clamaram em sua angústia ao Eterno e Ele os livrou de suas atribulações.
7. Conduziu-os por um caminho reto a um lugar habitado.
8. Louvai, pois, ao Eterno por Sua bondade e pelas maravilhas que realiza em favor dos seres humanos.
9. Pois fartou a alma sedenta e satisfez com bondade a alma aflita.
10. Outros jaziam nas trevas, sob as sombras da morte, presos em grilhões de ferro, oprimidos pela aflição,
11. por terem se rebelado contra as palavras do Eterno e desprezado os desígnios do Altíssimo.
12. Ele humilhou seu coração com árduos trabalhos; andavam aos tropeços e não encontravam quem os amparasse.
13. Clamaram em sua angústia ao Eterno e Ele os livrou de suas atribulações.
14. Tirou-os das trevas, libertou-os da sombra da morte e quebrou seus grilhões.
15. Louvai, pois, ao Eterno por Sua bondade e pelas maravilhas que realiza em favor dos seres humanos.
16. Pois escancarou as portas de bronze, despedaçando seus ferrolhos.
17. Outros, ainda, insensatos que foram por seu caminho de transgressões e pelas iniqüidades que praticaram, são acossados por aflições.
18. Sua alma não aceita conforto, seu corpo, alimento, e alcançam os portais da morte.
19. Clamaram em sua angústia ao Eterno e Ele os livrou de suas atribulações.
20. Sua palavra os curou e os preservou da destruição.
21. Louvai, pois, ao Eterno por Sua bondade e pelas maravilhas que realiza em favor dos seres humanos.
22. Tragam oferendas em ação de graças, e com júbilo exaltem Suas obras.
23. Aqueles que em seus navios percorrem os mares comerciando sobre suas águas,
24. percebem as obras do Eterno e vêem, nas profundidades, Suas maravilhas.
25. Pois, ante Sua ordem, surgem ventos tempestuosos que encrespam as ondas,
26. que se erguem para os céus e descem aos abismos, angustiando suas almas, derretendo sua coragem.
27. Cambaleiam como ébrios, desvanece sua sabedoria, inútil é sua habilidade.
28. Clamaram em sua angústia ao Eterno e Ele os livrou de suas atribulações.
29. Ele faz cessar a tormenta e aquieta as ondas.
30. Alegram-se, então, porque acabou a tempestade; Ele os conduz ao porto desejado.
31. Louvai, pois, ao Eterno por Sua bondade e pelas maravilhas que realiza em favor dos seres humanos.
32. Exaltem-No na congregação do povo e glorifiquem- No na assembléia dos anciãos.
33. Pela maldade de seus habitantes Ele torna estéril a terra frutífera,
34. converte rios em desertos e fontes de água em terra seca.
35. Em contraste, pelos que o merecem, converte o deserto em lago, a terra seca em fontes de água.
36. Ampara os famintos, para que edifiquem uma cidade para sua habitação;
37. semeiam os campos e plantam vinhedos que proporcionam frutos copiosos.
38. Abençoa-os e, por Sua bênção, se multiplicam em grande número mas nem por isto lhes falta gado,
39. embora estivessem, há pouco, abatidos pela tristeza, opressão e aflições.
40. Sobre os nobres que não seguem Seus ensinamentos derrama Seu desprezo e os faz vagar errantes por caminhos desertos.
41. Aos humilhados pela opressão, porém, Ele eleva e torna numerosas suas famílias.
42. Vendo isto, se alegrarão os justos e calar-se-ão os iníquos.
43. Que disto se aperceba quem é sábio e compreenderá, então, a bondade misericordiosa do Eterno.