Make your own free website on Tripod.com

Salmos da Bíblia

Salmo 15

Home
Salmo 1
Salmo 2
Salmo 3
Salmo 4
Salmo 5
Salmo 6
Salmo 7
Salmo 8
Salmo 9
Salmo 10
Salmo 11
Salmo 12
Salmo 13
Salmo 14
Salmo 15
Salmo 16
Salmo 17
Salmo 18
Salmo 19
Salmo 20
Salmo 21
Salmo 22
Salmo 23
Salmo 24
Salmo 25
Salmo 26
Salmo 27
Salmo 28
Salmo 29
Salmo 30
Salmo 31
Salmo 32
Salmo 33
Salmo 34
Salmo 35
Salmo 36
Salmo 37
Salmo 38
Salmo 39
Salmo 40
Salmo 41
Salmo 42
Salmo 43
Salmo 44
Salmo 45
Salmo 46
Salmo 47
Salmo 48
Salmo 49
Salmo 50
Salmo 51
Salmo 52
Salmo 53
Salmo 54
Salmo 55
Salmo 56
Salmo 57
Salmo 58
Salmo 59
Salmo 60
Salmo 61
Salmo 62
Salmo 63
Salmo 64
Salmo 65
Salmo 66
Salmo 67
Salmo 68
Salmo 69
Salmo 70
Salmo 71
Salmo 72
Salmo 73
Salmo 74
Salmo 75
Salmo 76
Salmo 77
Salmo 78
Salmo 79
Salmo 80
Salmo 81
Salmo 82
Salmo 83
Salmo 84
Salmo 85
Salmo 86
Salmo 87
Salmo 88
Salmo 89
Salmo 90
Salmo 91
Salmo 92
Salmo 93
Salmo 94
Salmo 95
Salmo 96
Salmo 97
Salmo 98
Salmo 99
Salmo 100
Salmo 101
Salmo 102
Salmo 103
Salmo 104
Salmo 105
Salmo 106
Salmo 107
Salmo 108
Salmo 109
Salmo 110
Salmo 111
Salmo 112
Salmo 113
Salmo 114
Salmo 115
Salmo 116
Salmo 117
Salmo 118
Salmo 119
Salmo 120
Salmo 121
Salmo 122
Salmo 123
Salmo 124
Salmo 125
Salmo 126
Salmo 127
Salmo 128
Salmo 129
Salmo 130
Salmo 131
Salmo 132
Salmo 133
Salmo 134
Salmo 135
Salmo 136
Salmo 137
Salmo 138
Salmo 139
Salmo 140
Salmo 141
Salmo 142
Salmo 143
Salmo 144
Salmo 145
Salmo 146
Salmo 147
Salmo 148
Salmo 149
Salmo 150
Salmos Hebraico - Escutar
Distorções nos Salmos - Tehilim
Mais Lidos
Provérbios

Salmo 15

ETERNO, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?
Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração.
Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;
A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao Senhor; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda.
Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado.

Salmo 15 comentado

O Salmo 15 é curto, mas de importância ímpar. O Salmo inicia-se com a pergunta de David para Deus: “Eterno, quem pode residir em Sua tenda?” Em seguida, o salmista recomenda onze preceitos de conduta ética para com o próximo. Isso prova que quem procura se aproximar de Deus não pode fazê-lo enquanto não ser uma pessoa aceitável pelos seus irmãos.

Segundo os sábios, estes onze preceitos foram ensinados por David, e excedem o que está escrito na Torá. Motivo: para ensinar seu povo a amar e praticar a Lei, eles deveriam ser instruídos a irem além dela, com devoção e sacrifícios adicionais.

Ao invés de separar por versículo, separei cada um dos onze princípios, para facilitar o entendimento. Observe abaixo os onze preceitos que David recebeu do Eterno:

1. Andar em sinceridade. Ter um caminho de retidão.

2. Praticar a justiça. Talvez um dos mais difíceis, já que é fácil ser 100% bom ou 100% mal. O grande desafio é saber equilibrar a balança.

3. Falar verazmente, segundo o seu coração. Procurar falar sempre a verdade, não importa o quão dura ela seja.

4. Não difamar com sua língua. Não caluniar. O que no judaísmo é chamado de lashon hará. É um dos pecados mais prejudiciais à alma.

5. Não fazer mal ao seu próximo. O simples ato de pensar em fazer o mal para alguém já basta para fracassar.

6. Não aceitar afronta com o seu próximo. Não expor nenhuma pessoa à vergonha, ou desejar desgraça de forma gratuita.

7. Desprezar o réprobo. Ou seja: deve-se repudiar os injustos.

8. Honrar os que temem ao Eterno. Ao contrário do preceito anterior, quem anda nos caminhos de Deus merece todo o apreço e respeito.

9. Não mudar um juramento, mesmo com dano seu. Ao fazer um juramento, fechar um acordo ou um contrato, não deve-se sequer tentar alterar o que foi combinado, por mais que se perceba que haverá algum prejuízo.

10. Não emprestar dinheiro com usura. Ao emprestar dinheiro para alguém, não se deve cobrar juros desta pessoa.

11. Não receber peitas contra o teu próximo. Negar qualquer tipo de suborno, a fim de prejudicar algum indivíduo.

O Salmo finaliza com a frase: “Quem faz isso nunca será abalado”.

Acredito que o Rei David tinha uma certa frustração, já que seus súditos eram íntegros e observantes da Torá. No entanto, perdeu batalhas por dar abrigo a difamadores e mentirosos. Em contrapartida, o povo da época do Rei Achav (Acabe) vivia na idolatria. Contudo, foi vitorioso em algumas batalhas, por não haver caluniadores e criadores de contenda em seu meio.

A conclusão a respeito do Salmo dessa semana é simples: Não podemos alcançar a salvação se não formos benevolentes e generosos com nossos semelhantes.